Print E-mail
banner_comemoraes_vcentenrionascimentoluisdecamoes2.png

 

Biblioteca Nacional de Portugal

Serviço de Actividades Culturais

Campo Grande, 83

1749-081 Lisboa

Portugal

 

Informações

Gabinete de Apoio à Gestão e Projetos Especiais

Tel. 217982156

caraujo This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it

 

 

JL 1401_"Camões na escola: celebrações e desafios", de José Augusto Cardoso Bernardes

 

Dias de Camões | palestras camonianas

 

Resolução do CM n.º 69/2024, de 3 de junho - Cria a estrutura de missão responsável pelas Comemorações do V Centenário do Nascimento de Luís de Camões [PDF]

 

 

 

 

Comemorações do V Centenário do nascimento de Luís de Camões

 

As Comemorações do V Centenário do nascimento de Luís de Camões decorrerão entre o 10 de junho de 2024 e o de 2026. O seu objetivo é honrar a memória do Poeta, compreendendo a sua vida e obra, para perceber por que razão Camões ocupa um lugar cimeiro na memória da nação.

 

A programação a desenvolver distribui-se por uma variedade de suportes, procurando chegar a públicos diferenciados. Assenta em três eixos fundamentais: cívico e cultural, educativo e de crítica científica. No interior dessa programação, será possível encontrar uma atenção que combina criação, com base em diferentes registos, com a circulação da obra, das suas representações e dos estudos de Camões por várias redes.

 

No seu trabalho, o comissariado procurará envolver organismos do Estado com associações da sociedade civil, tanto em Portugal como no estrangeiro, instituições de ensino, órgãos de comunicação de vária ordem, fundações, bibliotecas, arquivos, museus, autarquias, centros de investigação e universidades. Entre as instituições, sobressai a rede das bibliotecas escolares. Estas terão a seu cargo mobilizar o maior número de leitores e um dos sectores em quem mais confiamos para passar o testemunho entre várias gerações - o dos jovens.

 

São dezenas as entidades envolvidas na programação, com sentido de responsabilidade em relação às preocupações do presente e com sentido de afirmação nos meios digitais. A Biblioteca Nacional de Portugal desempenhará, também, um papel central nestas comemorações. O seu trabalho desenvolver-se-á em três domínios, passíveis de se constituir em matrizes para outras iniciativas do mesmo género, a saber, no lançamento de uma camoniana digital (organizada por Isabel Almeida), na organização de uma grande exposição destinada a revisitar Camões (com curadoria de João Alves Dias) e na promoção de um ciclo de seminários, conferências e publicações (dirigido por Isabel Almeida, José Augusto Cardoso Bernardes, Maria de Lurdes Correia Fernandes e Vanda Anastácio) que terão por objetivo estudar Camões e a sua obra.

 

 

Comunicação pelas redes digitais

  • criar e manter viva uma plataforma de informação e conteúdos, na qual possam ser submetidas propostas das mais variadas proveniências e sejam feitas as ligações a outras bases de dados, nomeadamente a da referida Camoniana digital.
  • elaboração de um audiolivro de Os Lusíadas e da Lírica de Camões para distribuir pela rede escolar, em ficheiro de acesso livre.
  • produção de uma série de 12 podcasts sobre Camões, cada episódio com um convidado diferente, em associação com a imprensa e canais de comunicação.

 

Teatro e Cinema

  • representação da comédia Filodemo, em parceria com o Teatro Nacional D. Maria II.
  • contratação de companhias de teatro para representar nas escolas peças sobre Camões e a sua vida.
  • elaboração de um breve filme de animação (2 ou 3 minutos) sobre a vida de Camões para os primeiros ciclos do ensino básico.
  • realização de um ciclo de debates na Cinemateca sobre Camões, que terão por base os encontros da Biblioteca Nacional de Portugal. Colaboração com o Instituto de Cinema e Audiovisuais.

 

Televisão

  • parcerias com a RDP e RTP: para leitura regular de poemas de Camões.
  • programa em parceria com RTP 2 (ou curta série de programas) sobre Camões.
  • documentário sobre a iconografia camoniana, em parceria com RTP.

 

Exposições

  • organização da grande exposição na BNP, "Revisitar Camões".
  • exposição biobibliográfica itinerante para as escolas do 2.º e 3.º ciclos do básico e secundário.
  • exposição biobibliográfica, em parceria com o Instituto Camões, que percorra sucessivamente Goa, Macau, a Ilha de Moçambique e outros pontos do mundo onde se ensina a língua portuguesa.

 

Publicações

  • plano de edições, incluindo a reedição de livros e publicação de inéditos, pela BNP, em parceria com a IN-CM.


Concurso Escolar para Professores e Alunos

  • com o objetivo de promover a circulação de boas práticas pedagógicas e de estimular a inovação, será instituído um concurso nacional destinado a professores do ensino básico e secundário, que estimule a apresentação de propostas pedagógicas centradas na obra de Camões (Lírica e Épica).
  • outro exemplo: há cerca de 50 personagens (reais, imaginárias ou mitológicas) citadas em Os Lusíadas. Os professores (de português) escolherão uma estrofe sobre um determinado personagem. Esta será lida e trabalhada em aula. Os alunos farão uma ilustração sobre esse personagem. As melhores ilustrações serão integradas numa exposição exclusiva para esse fim.

 

Ações de Formação

  • em colaboração com centros de formação, serão promovidas ações formativas e de sensibilização, destinadas a professores de Português e de outras áreas, que desejem revisitar os conhecimentos sobre a obra de Camões e debater a melhor forma de enfrentar o desafio de lidar com os programas em sala de aula.
 
Agenda