Versão para impressão Enviar por E-mail
Save
china_vista_da_europa_banner 2

 

 

Biblioteca Nacional de Portugal

Serviço de Actividades Culturais

Campo Grande, 83

1749-081 Lisboa

Portugal

 

Informações e marcação de visitas

Serviço de Relações Públicas

Tel. 217982167 / 217982424

Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 

Cartaz


Folha de Sala

 

Texto em chinês

 

 

 

uccla

 

cm_lisboa

 

logo_subvertice_site-02

 

A China vista da Europa, séculos XVI-XIX

EXPOSIÇÃO | 29 nov. '23 - 2 mar. '24 | Inauguração: 29 nov., pelas 18h00 | Galeria - Piso 2 | Entrada livre
LANÇAMENTO | Catálogo | 15 dez. '23 | 18h00 | Auditório | Entrada livre

1b_150px

 

A China integra o imaginário europeu desde tempos recuados, como espaço onde se projetam mitos, sonhos, expectativas e receios.

 

A Europa foi conhecendo melhor a China, sobretudo desde finais Idade Média, por via das relações de alguns mercadores e missionários cristãos. Mas foi no início do século XVI, no quadro da expansão marítima portuguesa, que uma presença mais constante dos Europeus nos litorais chineses permitiu um conhecimento gradualmente mais completo sobre o Reino da China. A cartografia e a literatura de viagens portuguesas desempenharam um papel relevante para a difusão de uma nova imagem da China em diferentes partes da Europa.

 

Macau foi, a partir de c. 1557, um palco estratégico da presença luso-asiática na China, como centro de saber, de comércio e da religião Cristã, que preparou a entrada dos Europeus, particularmente dos Jesuítas, no interior deste vasto espaço.

4f_150px


A partir de c. 1580, cartógrafos como Fernão Vaz Dourado, Michele Ruggieri SJ, Matteo Ricci SJ, Luís Jorge de Barbuda, Abraham Ortelius, Jan Huygen van Linschoten, Joan Blaeu, Martino Martini SJ, apenas para citar alguns nomes, integram nas suas obras novas imagens, progressivamente mais completas, recolhidas das viagens portuguesas e europeias integradas com fontes cartográficas e literárias chinesas, não apenas dos litorais, mas também do interior do império chinês.

 

Através desta exposição que inclui mapas e roteiros, obras literárias, assim como objets d'art e imagens digitais, podemos acompanhar alguns dos momentos mais importantes da construção da imagem da China a partir da Europa entre os séculos XVI a XIX.

 

 

 

Visitas guiadas

 

Todas as visitas guiadas às exposições em exibição na Biblioteca Nacional de Portugal são de entrada livre, mas sujeitas a inscrição prévia, através de manifestação de interesse para o email  Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar .

 

25 jan. | 18h00 | com Rui Lourido

15 fev. | 14h30 | com Rui Lourido

24 fev. | 15h00 | com Rui Lourido


Organização: Observatório da China e Biblioteca Nacional de Portugal, com o apoio de centros de investigação e universidades de Portugal, de Itália e da China.


Curadores: Angelo Cattaneo [Consiglio Nazionale delle Ricerche (CNR) e Istituto di Storia dell'Europa Mediterranea (ISEM)]; Alexandra Curvelo [Instituto de História da Arte (IHA) e Departamento de História da Arte da NOVA FCSH]; Rui Lourido, Historiador [Presidente do Observatório da China, membro da direção da Associação Mundial de Estudos Chineses (WACS) da Academia Chinesa de Ciências Sociais (CASS)].

 

 

china_sitehistoria_arte_cinza nova_fcsh_cinza consiglio_cinza

isem_cinza logo_museogalileo_cinza_prancheta_1 logo_china_site