Versão para impressão Enviar por E-mail
Save
tutankhamon_banner

 

 

Biblioteca Nacional de Portugal

Serviço de Actividades Culturais

Campo Grande, 83

1749-081 Lisboa

Portugal

 

Informações e marcação de visitas:

Serviço de Relações Públicas
Tel. 217982167 e 217982434

Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 

 

Programa do Curso Livre (PDF)

Folha de Sala (PDF)

Folha de Sala - Cronologia (PDF)

 

 

univ_aberta

 

centro_estudos_globais

 

centro_historia

 

centro_joaquimverissimo

 

centro_estudos_humanisticos

 

museu_arqueologia

 

museu_farmacia

 

sociedade_de_geografia_de_lisboa

 

academia_portuguesa_ex_libris

 

centro_estudos_arabes_silves

 

associacao_estudos_defesa_patrimonio_historico-cultural_concelho_silves

 

tryvel


Tutankhamon em Portugal:
Relatos na imprensa portuguesa 1922-1939

EXPOSIÇÃO | 4 nov. '22 - 5 abr. '23 | Sala de Referência | Entrada livre

 

tutankhamon_tumulo1A descoberta do túmulo de Tutankhamon, a 4 de novembro de 1922, foi noticiada pela imprensa  internacional, de forma inusitada, tornando este faraó, o arqueólogo responsável pelo achado,Howard Carter, e o seu patrocinador, Lord Carnarvon, sobejamente conhecidos de milhões de leitores.

 

Ironicamente, Tutankhamon era um dos faraós menos conhecidos da história egípcia e Howard Carter um arqueólogo sem créditos firmados que, assim, de um dia para o outro, passaram da obscuridade para as páginas dos periódicos.

 

Esta extraordinária descoberta arqueológica foi profusamente divulgada pela imprensa portuguesa que, principalmente nos anos de 1923 e 1924, acompanhou com interesse o que se passava no Vale dos Reis, no distante Egito. A forma como esta descoberta foi divulgada e o interesse que gerou na sociedade portuguesa ilustram bem a profunda relação existente entre a comunicação social e a história/arqueologia.

 

Entre 1922 (ano da descoberta do túmulo) e 1939 (ano da morte de Howard Carter), 28 periódicos portugueses publicaram 234 notícias, de diferentes tipos (desde curtas e pouco desenvolvidas notícias de agência até reportagens desenvolvidas e ilustradas), sobre a descoberta do túmulo do faraó Tutankhamon e os diversos eventos a ela associados.

 

tutankhamon_tumulo2A presente exposição é resultado direto de um projeto de investigação, no âmbito da receção do Egito antigo, intitulado Tutankhamon em Portugal. Relatos na imprensa portuguesa (1922-1939). O projeto recolheu e analisou todas as notícias publicadas, entre 1922 e 1939, nos periódicos portugueses, sobre a descoberta do túmulo do faraó Tutankhamon, mostrando como a imprensa portuguesa, informando com regularidade e detalhe os seus leitores sobre o que de mais interessante ia acontecendo no Egito, se tornou um agente ativo da receção do Antigo Egito em Portugal.

 

Dar a conhecer, de forma simples, mas impressiva, essas diferentes notícias, enquadrando-as no âmbito dos trabalhos arqueológicos em curso, demonstrando o interesse da imprensa portuguesa pela descoberta arqueológica e factos a ela associados e a forma como fez chegar esta manifestação do Antigo Egito aos seus leitores e ouvintes, bem como clarificar os contornos da Tutmania e Mumiamania em Portugal, estão entre os objetivos subjacentes a esta exposição.

 

 

Inauguração - Programa

15h00 - Inauguração e visita guiada à exposição

16h00 - Conferência Inaugural Tutankhamon em Portugal. Relatos na Imprensa Portuguesa (1922-1939). De um projecto de investigação a uma Exposição, por José das Candeias Sales (DCSG-UAb) e Susana Mota (CEG-UAb).

 

 

Filme

Pequeno filme sobre a exposição. Todas as quintas-feiras, até dia 5 de abril, das 14h00-19h00. Duração: c. 15'.

 

 

Curso livre

No âmbito da exposição, realizar-se-á todas as quintas-feiras, de 5 a 26 de janeiro de 2023, e a 1 de fevereiro de 2023 (quarta-feira), das 17h30 às 19h30 horas, o curso livre De Tutankhamon a Carter à Tutmania e Mumiamania, cujas sessões serão conduzidas por José das Candeias Sales e Susana Mota.

O curso é livre, mas está sujeito a inscrição prévia para o email: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 

 

O MUNDO DE TUTANKHAMON, O FARAÓ-MENINO

5 JAN ’23 | 17h30-19h30 | Auditório | Entrada livre, com inscrição obrigatória

 

O faraó Tutankhamon (1333-1323 a.C.) subiu ao poder ainda criança (com cerca de 8 anos de idade) e morreu antes de completar os 20 anos. Viveu na XVIII Dinastia, no Império Novo, um fascinante período da história do Egito Antigo em que o mundo mudava muito rapidamente, com significativas alterações culturais, religiosas, políticas e administrativas, interna e externamente, ocupando o Egito o centro da vida internacional. Importa conhecer de forma mais ou menos detalhada esse mundo para perspetivar corretamente a vida e a morte do faraó-menino, herdeiro de uma dinastia com cerca de 700 anos.

 

 

A DESCOBERTA DO TÚMULO DO REI DOURADO

12 JAN ’23 | 17h30-19h30 | Auditório | Entrada livre, com inscrição obrigatória

 

A 4 de novembro de 1922, o arqueólogo Howard Carter (1874-1939), trabalhando a expensas de George Edward Stanhope Molyneux Herbert, 5.º Lord de Carnarvon (1866-1923), descobre o início da escadaria que o levaria ao, há muito procurado, túmulo intacto do faraó Tutankhamon. Durante mais de 10 anos, Carter e a sua equipa de arqueólogos recuperaram mais de 5 000 artefactos das várias dependências do túmulo real. Muitos desses objetos, depois musealizados, tornaram-se verdadeiros ícones da arte egípcia e da Egiptologia, sendo reconhecidos em todo o mundo.

 

 

A MALDIÇÃO DA MÚMIA: MISTÉRIO E FASCÍNIO

19 JAN ’23 | 17h30-19h30 | Auditório | Entrada livre, com inscrição obrigatória

 

A cobertura mediática dada à abertura do túmulo de Tutankhamon constituiu um momento inusitado de disseminação do conhecimento sobre a grande descoberta arqueológica do Vale dos Reis. Com a morte de Lord Carnarvon, a 5 de abril de 1923, rapidamente se espalhou pelos meios de comunicação a ideia da “maldição da múmia”, da “vingança do faraó”, que supostamente atingiria todos os que ousassem importunar o sono eterno do faraó.

 

 

EXPRESSÕES DA EGIPTOMANIA NUM MUNDO GLOBAL: A TUTMANIA

26 JAN ’23 | 17h30-19h30 | Auditório | Entrada livre, com inscrição obrigatória

 

A Tutmania é um fenómeno global da cultura popular que expressa todo o fascínio e admiração que se desenvolveu à volta do faraó Tutankhamon após a descoberta do seu túmulo por Carter e Carnarvon. Embora tudo em torno do faraó, do seu túmulo e dos seus tesouros tenha despertado grande interesse ao longo dos tempos, foi a “maldição da múmia”, particularmente desenvolvida após a morte de Lord Carnarvon, o que mais motivou o desenvolvimento de um enorme entusiasmo e fascínio por esta figura do antigo Egito e a sua veneração por fãs de todos os quadrantes geográfico-culturais.

 

EXPRESSÕES DA EGIPTOMANIA NUM MUNDO GLOBAL: A MUMIAMANIA

1 FEV ’23 | 17h30-19h30 | Auditório | Entrada livre, com inscrição obrigatória

 

As múmias são um tópico do fascínio pelo Egipto Antigo, desde o século XVIII até à atualidade, onde se mesclam a curiosidade mórbida e a científica com o apelo dos talismãs, amuletos e efeitos miraculosos. A Mumiamania, como obsessivo e ardente interesse popular pelas múmias egípcias, foi reforçada pela Tutmania e tem no cinema e no audiovisual os últimos testemunhos do seu poderoso impacto sobre vastas audiências. Moldando claramente a apreciação e a compreensão do Egito Antigo, da sua cultura e das suas práticas e produções, a Mumiamania foi e é um importante agente na receção da civilização do Egito Antigo.