Versão para impressão Enviar por E-mail
arte_cps_banner

 

 

Biblioteca Nacional de Portugal

Serviço de Actividades Culturais

Campo Grande, 83

1749-081 Lisboa

Portugal

 

 

Informações

Serviço de Relações Públicas
Tel. 21 798 21 68

Fax 21 798 21 38
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 

 

Horário

2.ª - 6.ª 09h30 - 19h30

sáb.  09h30 - 17h30

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


A arte liga—nos

Serigrafia solidária assinada por nove artistas portugueses

MOSTRA | 29 jun. - 31 ago. '20 | Galeria do Auditório - Piso 1 | Entrada livre

 

 

 

Sob o mote 'A Arte liga-nos’, o CPS - Centro Português de Serigrafia apresenta uma mostra centrada numa obra única que conta com a participação dos artistas Cristina Ataíde, Gracinda Candeias, José de Guimarães, Leonel Moura, Marçal, Pedro Calapez, Rico Sequeira, Silva Palmeira e Sofia Areal.

De forma a prestar o seu contributo social, o CPS  quis, no ano do seu 35.º aniversário, que a primeira serigrafia produzida no Atelier CPS, no pós-confinamento, tivesse um caráter solidário e um simbolismo coletivo. Neste contexto, convidou nove artistas a desenvolverem um projeto no seu período de confinamento individual, a fim de criarem uma serigrafia única e intencionalmente coletiva, para ser oferecida, em sinal de gratidão, a 19 hospitais do Continente e Ilhas, bem como a organismos empenhados na luta contra a pandemia da Covid-19.

Os artistas, todos eles autores de exceção no panorama artístico nacional, tiveram liberdade temática e criativa, respeitando apenas o formato total da obra e as contingências da técnica serigráfica. A universalidade da obra resulta da particularidade de cada artista se reunir aos demais pelo simbolismo e sentido de um tempo coletivo, para lá das afinidades ou divergências, estéticas ou geracionais.

A edição foi impressa em serigrafia, logo após terminar o estado de emergência, com uma tiragem limitada a 200 exemplares, numerados e assinados por todos os artistas e pelos presidente e diretor do CPS.

 

Além das doações, os restantes exemplares destinam-se a angariar fundos para o Banco Alimentar e para a Cerci Oeiras, numa ação especialmente dirigida aos sócios do CPS.

«Nove artistas em diálogo, nove universos, sob o signo de um número carregado de uma carga simbólica ancestral, hoje renovada e atualizada pelo gesto criativo contemporâneo, cumprindo o desígnio que um grande crítico de arte inglês, também poeta, Herbert Read (1863-1968) atribuía à Arte: «Arte é Comunicação». Comunicação, a partir das grandes estruturas do imaginário que lhe presidem, com o património mais universal do espírito humano. Na ligação à imagem, ela própria o arcano de todos os arcanos de um conhecimento universal, aquele que dispensa as palavras, porque a essência da autêntica sabedoria é o segredo. Comunicação entre todas as esferas do conhecimento, entre todos os mundos, entre o humano, o cósmico e o divino. Grande fluxo que permite reunir todos os seres num só fluxo de conhecimento total, ao encontro justamente da simbologia do número 9, que reúne hoje um conjunto de consagrados artistas portugueses numa criação comum. Numa intenção de recriar, através da única forma que o permite, a soberana liberdade da arte, quebrando o aparente fatalismo da solidão.»

Maria João Fernandes
(AICA – Associação Internacional de Críticos de Arte)

 

 

A obra está disponível no site do CPS em www.cps.pt e nas galerias do CPS em Lisboa

(Sede - Rua dos Industriais 6, Lisboa / CCB – Centro Cultural de Belém, Loja 7 Lisboa)