Versão para impressão Enviar por E-mail
fotografia_coloquio_banner

 

 

Biblioteca Nacional de Portugal

Serviço de Actividades Culturais

Campo Grande, 83

1749-081 Lisboa

Portugal

 

Serviço de Relações Públicas
Tel. 21 798 21 6821 798 21 68

Fax 21 798 21 38
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 

Horário

2.ª - 6.ª 09h30 - 19h30

sáb.  09h30 - 17h30

 

Programa

 

 


 

 

 

 

 

 

snba

 

 

Apoio:

 




Quando a Fotografia Impressa faz a História:

Viagem ao imaginário de uma época

COLÓQUIO | 21 maio ´19 | 9h30 | Auditório | Entrada livre


Com organização de Filomena Serra, do Instituto de História da Arte (FCSH NOVA), este colóquio internacional propõe reflexões sobre como através da fotografia impressa de propaganda se procurou construir o ideal do Estado Novo português do País e seu Império Colonial como uma  «unidade orgânica e indivisível».

Segundo Filomena Serra, investigadora responsável do Projecto FCT Fotografia Impressa. Imagem e Propaganda em Portugal (1934-1974), financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), este encontro científico “traz ao debate algumas das mais importantes temáticas à volta da  fotografia pública impressa, nomeadamente os seus aspetos documentais e etnográficos”.

Entre os oradores encontram-se o politólogo, e antigo diretor da Fundação Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, Renato Lessa; o ex-diretor da Biblioteca Nacional de Portugal (BNP) e ex-presidente do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS-UL), o sociólogo e historiador Manuel Villaverde Cabral; o professor de Literatura e Fotografia, Paul Melo e Castro, da Universidade de Glasgow; o historiador de fotografia Javier Ortiz Echagüe, da Universidade de Navarra; a antropóloga Patrícia Ferraz de Matos, do ICS-UL; o sociólogo e jornalista Eduardo Cintra Torres; e as historiadoras de arte Paula André, do Dinâmia'CET do ISCTE-IUL, e Filomena Serra.

No final do colóquio será exibido o filme Ferro em Brasa, do fotógrafo moçambicano Ricardo Rangel (1924-2009), apresentado por Paul Melo e Castro.

Com entrada livre, está também patente na BNP, até 30 de agosto, a exposição Fotografia Impressa e Propaganda Visual em Portugal (1934-1974), bem como filmes sobre esta temática.


 
Agenda