Versão para impressão Enviar por E-mail
banner_mallett

 

 

Biblioteca Nacional de Portugal

Serviço de Actividades Culturais

Campo Grande, 83

1749-081 Lisboa

Portugal

 

 

Informações

Serviço de Relações Públicas
Tel. 21 798 21 68

Fax 21 798 21 38
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 

 

 

 

 


Os Mallet e Sousa - Ourives e Capellistas na Praça de Lisboa

LANÇAMENTO | 19 out. '15 | 18h00 | Auditório BNP | Entrada livre

Apresentação por Lourenço Correia de Matos da obra de Luísa Villarinho Pereira.

Paul Victor Mallet (1762-1844) ourives do ouro natural de Bonny (France) foi baptizado na Igreja de Saint Aignan, centenário edifício da antiga cidade murada, na estrada de Lyon-Paris.

Veio para Lisboa muito novo em 1775, ao encontro de seu irmão Claude Noel Mallet (1760-1805) também ourives do ouro, que um ano antes se reunira ao tio Louis Mallet de Vignielle (1722-1774) engastador de pedraria da Casa Real de D. João V, desde 1747.

Casado em 1785 com uma portuguesa da região de Santarém, durante anos defendeu na Justiça o seu património rural. Fundador em Lisboa de Fábrica de bijutaria e esmaltes na rua Áurea, em 1799, nesse mesmo ano concebeu e assinou a magnífica Custódia para a Sé da capital da Ilha da Madeira, hoje em exposição no Museu de Arte Sacra do Funchal.

Membro da Loja Amizade n.º 400 a Oriente de Lisboa, esteve posteriormente preso na Cidadela de Cascais. Apesar da referida obra ter sido mutilada, os vestígios da sua simbologia testemunham um exemplar contributo para a evolução das mentalidades em Portugal.

Cabeçalho: pormenor da Custódia da Sé do Funchal. Oficina de Lisboa, ourives Paul Mallet, Séc. XVIII, datada de 1799 (n.º de inv. MASF 238). Museu de Arte Sacra do Funchal.