Versão para impressão Enviar por E-mail
banner_orpheu

 

 

Biblioteca Nacional de Portugal

Serviço de Actividades Culturais

Campo Grande, 83

1749-081 Lisboa

Portugal

 

 

 

Informações

Serviço de Relações Públicas
Tel. 21 798 21 68

Fax 21 798 21 38
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 

 

ctt

 

 

Folheto de apresentação CTT


Selos evocativos do centenário de Orpheu

APRESENTAÇÃO | 24 mar. '15 | 18h00 | Auditório | Entrada livre

Os CTT procederam a uma emissão filatélica comemorativa do centenário da revista Orpheu, composta por dois selos e um bloco filatélico, cuja apresentação será seguida de uma visita guiada à exposição Os caminhos de Orpheu pelo comissário Richard Zenith.

Os dois selos reproduzem as capas dos dois números da revista, e o bloco a obra Almada Negreiros lendo Orpheu 2, que integra uma coleção privada. Os selos têm uma tiragem de 300 mil exemplares e o bloco de 40 mil, sendo o design da autoria do Atelier B2.   

Para além da exposição Os caminhos de Orpheu, estará também patente nesta data a mostra bibliográfica «Orpheu acabou. Orpheu continua», com que a BNP assinala este ano os 100 anos da Orpheu.

Tal como refere Maria do Céu Novais no texto de apresentação desta emissão filatélica:

«"Temos que afirmar esta revista, por que ela é a ponte por onde a nossa Alma passa para o futuro". Assim se referiu Fernando Pessoa ao projeto literário Orpheu, lançado em Lisboa em 1915 com um propósito claro: revolucionar o pensamento.

Nascida sob o signo das vanguardas europeias, nomeadamente o Futurismo, a revista Orpheu concretizou a aspiração de um grupo de intelectuais determinados a transformar a mentalidade do seu tempo, rompendo com a tradição. Provocar, subverter eram palavras de ordem.

Cem anos volvidos, pode afirmar-se que o projeto cumpriu o seu desígnio fundacional. A revolução sonhada nas artes e nas letras aconteceu, e há quem sustente que ainda hoje se colhem os frutos dessa "pedrada no charco".»